Original.png

Bierzo

Administrativamente, Bierzo pertence à ampla região de Castilla y Léon, bem nas limitações da divisa. Contudo seu solo, subsolo, e clima, têm muito mais a ver com a região da Galicia. De fato, a humidade relativa, a pluviosidade, e as temperaturas relativamente baixas, são influenciadas pelo mar Cantábrico e o Atlântico. Assim temos, temperatura média anual em torno de 12º centígrados e precipitações por volta de 700 mm. O solo tem textura franco-limosa em ladeiras entre altitudes de 450 a 800 metros. O pedregoso também é importante com uma espécie de xisto chamado de pizarras, maioritariamente argiloso. Com quase três mil hectares de vinhas, a Mencia domina amplamente os vinhedos de uvas tintas.

Priorato e Bierzo, semelhantes em sua constituição, transmite a típica mineralidade aos vinhos. As diferenças climáticas são imperativas nas respectivas diferenças de terroir.

Bierzo x Priorato

Esta com certeza é a segunda maior rivalidade na Espanha em termos de regiões, após Rioja x Ribera del Duero, mais clássicas e tradicionais. Neste embate, só o consumidor se beneficia com vinhos de grande personalidade e uvas bastante típicas, marcando com propriedade os respectivos terroirs.

Bierzo fica num vale como que um caldeirão, rodeado por montanhas onde algumas também tenham vinhas de difícil acesso, dando uma vista imponente e espectacular onde ninguém fica indiferente.

Eu pessoalmente recomendo os Mencia que é a casta Rainha do Bierzo, mas  também os grandes vinhos brancos da casta Godello, brancos fantásticos e com enorme personalidade, com frescura e excelente untuosidade, fácil perceber como o mercado aderiu a estes vinhos quando percebemos que o quilo de uvas Godello desta região pode chegar quase aos 5 euros.